Rastreamento de Neoplasia Pulmonar por Tomografia de Baixa Dose em Indivíduos Tabagistas

Em 2011 foram publicados no New EnglandJournalof Medicine os resultados de um estudo americano (NationalLungScreeningTrial – NLST) que demonstrou pela primeira vez, redução na mortalidade por neoplasia pulmonar em indivíduos rastreados por tomografia computadorizada do tórax de baixa dose. No estudo, o rastreamento reduziu a mortalidade por câncer em 20% e a mortalidade geral em 6.7% neste subgrupo de pacientes, estimando-se potencial de 18 mil vidas salvas anualmente pelo rastreamento. Atualmente, a população alvo do rastreamento compreende indivíduos adultos entre 55 e 80 anos de idade, com carga tabágica de pelo menos 30 maços-ano, que fumaram nos últimos 15 anos.

O que deve ser usado para o rastreamento?

A tomografia computadorizada helicoidal, utilizando-se protocolos padronizados e de simples implementação para redução de dose, minmizando a quantidade de radiação sem prejuízo para detecção de nódulos. A positividade do estudo se dá com a detecção de nódulos não calcificados medindo a partir de 4mm. Pacientes recebidos para screening deverão ter solicitações médicas e relatórios tomográficos padronizados, sendo que em caso de positividade, o manejo de nódulos é direcionado seguindo recomendações do Colégio Americano de Radiologia, denominadas Lung-RADS (Lung Imaging Reporting and Data System).

A importância da abordagem integrada

Tão importante quanto o rastreamento tomográfico é a inserção do paciente em um contexto multidisciplinar de avaliação, informação e seguimento. Engajamento do paciente em programas de cessação de tabagismo e esclarecimento sobre possíveis riscos do screening(dose de radiação, complicações eventuais procedimentos de prosseguimento diagnóstico, etc…) são encorajados.

Detecção precoce de neoplasias pulmonares localizadas e redução de mortalidade pela doença tem se mostrado potenciais benefícios do rastreamento tomográfico de neoplasia pulmonar por tomografia computadorizada de baixa dose. Além do teste diagnóstico tomográfico, a participação da equipe multidisciplinar é fundamental na implantação de um programa de rastreamento bem sucedido.

Leitura Sugerida:

The National Lung Screening Trial Research Team. Reduced Lung-Cancer Mortality with Lose-Dose Computed Tomographic Screening. NEJM 2011; 365: 395-409.

RuchalskiK  L, Brown K. Lung Cancer Screening Update. J Thorac Imaging 2016; 31: 190-200.

encontre-nos no mapa:

FALE CONOSCO

Um de nossos atendentes terá o prazer em atende-lo

623521-3333

clare@clare.com.br

Av. B, Nº 483 - Setor Oeste
CEP: 74110-030 - Goiânia/GO